Title
English Greek Japanese Korean Portuguese
Home Glaucoma
Glaucoma
pingando_colirioÉ uma doença ocular que tem como principal fator de risco a pressão intra-ocular (“pressão dos olhos”). Não tem relação com a “pressão do corpo”. Costuma provocar perda do campo visual progressiva e, geralmente, de maneira indolor.
O risco de ter glaucoma aumenta com a idade, sendo mais comum após os 40 anos de idade. Além disso, pessoas com casos de glaucoma na família têm risco maior de apresentar a doença. Portanto, os adultos com história familiar de glaucoma devem ser examinados periodicamente pelo oftalmologista. Ainda deve se considerar que pessoas de raça negra têm maior predisposição de ser afetadas pela doença em relação a raça branca.
Atualmente, o seu controle é feito com colírios de última geração que tem diminuido a indicação de cirurgias.


Existe glaucoma com pressão intraocular normal? E-mail

Existe um tipo de glaucoma chamado de Glaucoma de Pressão Normal (Low Tension) onde ocorre a lesão de nervo óptico mesmo com a pressão intraocular (PIO) estando na faixa de normalidade. Como já é sabido a PIO é o principal fator de risco para o desenvolvimento do glaucoma, mas nesses casos deve ser pesquisado outros fatores de risco para o desenvolvimento do glaucoma. Alguns fatores a ser considerados são: raça oriental, alterações vasculares, enxaqueca e outros.

 

Autor: Dr Alexandre Misawa

O que é o glaucoma? E-mail

O glaucoma é uma doença que afeta o nervo óptico, que está localizado no fundo de olho. Seu principal fator de risco é o aumento da pressão intraocular (PIO) que não tem relação com a pressão do corpo (pressão arterial).

Em alguns casos pode se apresentar com dor no olho de forte intensidade (chamado glaucoma agudo) que é uma minoria dos casos. Na maioria dos pacientes, a doença é indolor e assintomática. Só se torna sintomática nas fases tardia da doença quando já há um prejuízo importante da visão.

Veja abaixo um video em que o Ator Lima Duarte explicar sobre a doença.

Autor: Dr Alexandre Misawa

 

Autor: Dr Alexandre Misawa